Até que ponto você aguenta?

Olá queridos irmãos e demais leitores do nosso humilde blog comunicativo de opiniões diversas…

Após uma semana digamos, turbulenta, recupero-me de uma ferida produzida por minha própria língua desafinada em tons não líricos e ardis, mas enfim… Está feito, não pode ser mudado, e nem quero mudá-lo também.

Ainda me perturba a questão das eleições. Minha gente, estamos para eleger nosso representantes municipais, e a cada dia cai minha credibilidade neste monte de gente.

Assistindo ontem a TV Justiça, vi o TSE impugnar a candidatura a vereador do filho do Presidente Lula… Belíssima sessão. Vendo este tipo de atitudes por parte dos Ministros do Supremo, podemos dar até um voto de confiança, porém, quantos e quantos outros Lulinhas estão espalhados pelo Brasil e nada acontece a eles.

Lendo a Revista VIP deste mês (com a maravilhosa Giovanna Antonelli), tem um recorte com o nome “HÁ VAGAS” onde mostra que o salário do Prefeito de São Luís do MA é o maior do Brasil (R$ 19.100,00) e em São Paulo a verba mensal que o atual “Zelador” da cidade tem para usar é a bagatela de R$ 25,3 bilhões. Gente é muita grana envolvida… e muita corrupção a ser combatida.

Nada contra o NE ou os Nordestinos, mas não acredito que o Prefeito de São Luís, cidade com menos de 1 milhão de habitantes, trabalhe mais que o de São Paulo para justificar este salário estratosférico.

Somos e devemos ser os fiscais daqueles que irão nos representar, seja no grêmio da escola, no DCE da faculdade ou na nossa cidade e país. Somos nós que levantaremos as dicussões, que envidaremos o processo de revolução pela cidadania, dignidade e melhoria da sociedade através de políticas públicas que realmente interessam à população, e não venham apenas a trazer a essas “pessoas públicas” mais idolatrismo ao seu nome.

TEMOS QUE BOTAR A BOCA NO TROMBONE E GRITAR.

O reverendo Martin Luter King disse uma vez: “Teremos de nos arrepender nesta geração não tanto das ações das pessoas perversas, mas dos pasmosos silêncios das boas pessoas.”

Já que somos BONS, eu pergunto a vocês: Até que ponto você aguenta?

O Puro – Mais político e polido, impossível.

  • Agenda

    • janeiro 2020
      D S T Q Q S S
      « jan    
       1234
      567891011
      12131415161718
      19202122232425
      262728293031  
  • Pesquisar