Lição de Casa n° 3

1 – Vamos repetir as orações proferidas:

 

a)      O homem é o que ele acredita.

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

 

b)      Um DeMolay é o que ele acredita e não o cargo que ele ocupa.

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

 

c)      A Ordem DeMolay é uma Escola de Líderes, de Bons filhos, Bons Cidadãos.

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

 

d)      Só porque não se afiniza com um dos objetivos da Ordem, não precisa ser descrente nele.

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

______________________________________

 

Dicas para Candidaturas nos Capítulos:

1° Ao se apresentar Candidato, fale bem, oratória é tudo.

2° Mostre segurança e confiança ao falar. Nunca diga “Se eu ganhar vou me dedicar, se eu perder, tudo bem.”

3° Apresente projetos, mas de preferência, projetos possíveis.

4° Exija que as regras Constitucionais sejam seguidas.

5ª Veja se realmente está disposto a renunciar algumas coisas da vida profana em prol do trabalho no Capítulo.

 

 

Dicas para se votar bem:

1° Tempo de Ordem não tem ligação com competência.

2° Saber ritualística não quer dizer que o cara trabalha.

3° Freqüência é tudo no Capítulo, veja se o Candidato é freqüente. Já estamos esgotados de tapar buracos em reuniões.

4° Não vote por amizade, o DeMolay pode ser O MELHOR amigo, mas talvez o melhor AMIGO não seja o melhor demolay para trabalhar!

5° Não se deixe levar apenas por lábia, olhe o que cada um faz dentro do Capítulo (não só em trabalho, mas a relação com os demais irmãos)

 

 

Agora é correr pro abraço!

 

 

O Reverente reza para que dê tudo certo dentro de cada Capítulo e que todo recomeço seja uma dádiva…assim como ora em cada Cerimônia pela evolução daqueles que considera irmãos. Seja como líder, seja como filho, seja como cidadão.

Anúncios

Quando a recompensa parece não vir…

Apesar do clima eleitoral tomar conta de todo o País, O Amoroso optou por não ir ao lugar comum do assunto e, ainda assim, indiretamente tratar dele…

Toda semana uma rotina que se repete. Acordar, comer, trabalhar (ou estudar), namorar e dormir. Para alguns (muitos), algo agradável e cômodo. Para outros, algo enjoativo e, ao mesmo tempo, estafante. Ainda assim, ambos os grupos (felizes e infelizes) continuam vivenciando o mesmo cotidiano e a mesma vidinha. Só que, uma hora ou outra, a pergunta clássica surge: “por que eu faço isso desse jeito?”.

A resposta, no caso dos felizes é sai na ponta da língua: “porque sou feliz”. E, no segundo caso, também é automático: “porque tem que se assim, infelizmente”. Porém, nem sempre todas pessoas se incluem em categorias tão rígidas. Estas, diuturnamente, se questionam o por quê das coisas serem assim. A reflexão não se esgota e o travesseiro (o melhor conselheiro) ouve calado a perguntas como “por que eu não mereço algo melhor?”.

Esse último grupo, acredita que o tempo é um bom remédio. Aguarda (por vezes passivamente) dias melhores (pra sempre). E continuam a viver a vida… a recompensa vai vir??? Esse pergunta talvez no dia de nossas mortes haja resposta. Porém não sairá dos próprios lábios ou do pensamento. Sairão das pessoas que conviveram com você. Valeu a pena? Tudo vale a pena! E viva de novo se possível. Um dia, a recompensa vem. Só basta saber esperar…

Reflexivo, como sempre. Preocupado com seu próprio futuro. O Amoroso está apreensivo do que ele construiu, constrói e pode construir. E você? Vai construir alguma coisa hoje ou amanhã? O ontem já passou…

Ah, e cobre a recompensa do desempenho cívico da eleição… fazer da sua cidade, do seu estado e do Brasil um País melhor depende da recompensa do seu voto!

Vota DeMolay

Boa Noite manos de todo o Brasil… Hoje estou usando o espaço a pedido do CORTÊS, que pede desculpas, mas segundo ele: “o trampo hoje estava insano… rsss”

Mas uma vez nos aproximamos do período de mais uma eleição, que infelizmente somos somos obrigados a exercer o “direito do voto”. Pois é, mas vamos parar para analisar como anda a nossa política atualmente. Rapaz é tanta coisa ruim acontecendo que fica difícil cada dia mais dar credibilidade as palavras de alguns candidatos. Aliás está aberta a temporada de caça ao eleitor. Vocês já pararam pra assistir um programa político… é cada figura que aparece. Na minha cidade natal tem um cara que vive de pirataria desde a época da fita K7, hj está no ramo do CD e DVD pirata, e olha o slogan do camarada: Luizinho da Fita, o espoca urna… boooommmmm. Tisc tisc tisc… Meu amigo, num fresque com minha paciência não.

É muito difícil a gente encontrar um candidato hoje que entre para a vida pública com o retilíneo ideal de fazer a POLÍTICA, na verdade todos entram para se dar bem, para se auto-beneficiar, ter nas mãos um prestígio conquistado pelo poder do $VOTO$, ou seja, pela quantidade de eleitores que puderam comprar. É triste, mas ainda é verdade. E a quantidades de Zés Ninguém que entram na política com este ideal é cada vez maior, quer dirá o nosso amigo, Luizinho da Fita- BOOOOMMMM.

Aqui na minha cidade, uma capital com mais de 1 milhão de habitantes, temos 6 candidatos a prefeitos. Um dos maiores pleitos do Brasil. Umas figuras carimbadas, ou caras-pitadas novos, uns que parecem sérios, outros verdes… enfim, tem pra tudo quanto é gosto… E é nessa hora que não só nós DeMolays, mas toda a população, deve começar a analisar a carapuça destes ilustres cadidatos a nos representar e trabalhar por nossa cidade. Vejo gente que se comove com um camarada que fez um hospital no interior em uma gestão passada de governo, com o perdão da expressão, PUTA QUE PARIU, o camarada passa 4 anos no governo e constrói um hospital municipal no interior, ele fez menos que a obrigação.

Nós somos conscientes e devemos lutar pelo nosso ideal político. Temos que fiscalizar e sabatinar, enquanto entidade construtora de líderes os nosso futuros representantes. Por que não, moldarmos um representante que njos entenda, que compreenda o sentidos das palavras democracia, liberdade, assistencialismo, dever cumrpido, idoneidade, anti-corrupção, sinceridade… Tudo bem, tudo bem, posso estar querendo um santo… mas enquanto este santo não aparece, vamos escolher, pelo menos um Querubim.

Irmãos, não joguemos nosso voto no, lixo… pensemos, refletimos, sejamos patriotas de verdade…. Não vamos ficar 4 anos com uma abelha no ouvido, dando voltas no mesmo lugar, sapateando ou chorando… Vamos sorrir, com a satisfação do dever cumprido, bem feito.

O Puro – na parcela de votos ainda, indecisos.