Bom senso

Daqui a menos de duas semanas, mais um congresso estadual de nossa Ordem vai ocorrer. Vamos dar dicas para ser feliz? Vamos!

1. Mala

Aqui, apesar da maioria dos congressos acontecer em dois dias, não significa que a mala tem que ser mudança nem apenas uma blusa branca e calça preta. Um paramento completo dá, sem problemas. Se estiver muito calor, cabe colocar mais uma blusa branca comprida. Complementando: dependendo da temperatura, uma bermuda e uma calça ou uma calça também dá tranquilo. Duas camisas também dá e sobra, sem contar a que já se ganha no próprio congresso! Cueca e meia fica a seu cargo, colega, me abstenho nessa parte porque né… Um chinelo e um tênis de passeio e PRONTO! Ah sim, O BÁSICO DE HIGIENE: escova de dente, pasta dental, sabonete, shampoo – dá pra levar mais, mas é opcional e particular. Toalha, se for ficar em alojamento, é obrigatório. Se for hotel ou pousada, não deve ser necessário.

No caso de alojamento, roupa de cama também bem dobradinha pra caber tranquilo! NUNCA ESQUECER TRAVESSEIRO! 🙂

2. Dinheiro

Ó, tá bom que a comida, o transporte e a inscrição estão todos incluídos. Mas ainda assim, a Sete Virtudes sempre tá pre$ente, dá aquela fome em horas inesperadas, pode surgir uma gripe repentina e precisar comprar remédio e às vezes festinhas à noite (te dou uma vódega?)! Tudo isso custa muitos dinheiros!

3. Alimentação

Educação é mínimo. Vamos todos respeitar as filas, deixar os Tios mais velhos e as Tias comerem antes (Tio Mansur vem no Estadual de Minas \o/), não lotar o prato (não sei se contaram, mas é possível comer mais de uma vez sem problemas, ô pedreiro), entre outros.

4. Atividades

Ó, o esperado é que se foi pago e está presente, o mínimo é participar de tudo que foi proposto: palestras, workshops, assembléia, votações, posse, gincanas, esportes etc. Lembre-se: sempre vai haver alguém mais experiente que você dando uma palestra legal, explicando sobre o ritual novo… Os novos líderes serão escolhidos justamente neste congresso, então uma participação efetiva nesta parte é FUNDAMENTAL (ouvir as propostas, conversar com os candidatos e por aí vai…). Sem contar que alguém da sua região ou algum conhecido sempre toma posse, e eles vão ficar muito felizes em ver que seus amigos o apóiam. Gincanas e atividades esportivas são ótimas formas de unir o pessoal e fazer novas amizades: ficadica.

5. Recordação

Leve máquina digital, analógica, celular, GPS, notebook e tudo que possa te ajudar a guardar fotos, vídeos, telefone e informações. Você vai ver isso tudo depois e vai sentir saudade! Sem contar que poderá ser útil no futuro, pode ter certeza.

Bem, é isso! Já aviso que semestre que vem não estarei presente justamente por causa do congresso estadual de Minas que acontece dia 11 e 12 de outubro. Não se inscreveu ainda? http://www.demolaymg.com.br/congressomineirodemolay/OCongresso/index.php

Até lá!

Se não tem pra ajudar…

Olá, hermanitos de mi corazón! Ça va bien? Opa, ando tão louco ultimamente que tenho misturado, inclusive esqueci (ops, tô bêbada?) de postar aqui na quinta passada. Deve ter sido a falta de assunto, ou assunto demais.

Então… tava ouvindo uma música da Vanessa da Mata (a música se chama Baú e é muito bonita) agora há pouco e tem uma parte que cabe muito bem:

“Vamos seguindo acordando cedo
Você só reclama não age
Você fica dormindo à tarde
E tudo vai dando nos nervos

Não corre atrás das suas coisas
Vive aqui choramingando
Todos já foram embora
Você só sabe reclamar

Rancoroso com raiva de tudo
Do fulano com seu carro novo
Não vê que ele trabalhou muito
Você pode se esforçar”

E não é que de DeMolay (e gente, em geral) assim tá cheio? E de candidato a isso e aquilo então? Tá pipocando fulaninho que só quer brincar de Cleópatra, mal sabem que na hora certa vão ser picadas pela cobra (ui).

A resposta, pessoal, é essa mesmo que a música fala: trabalhem tranquilos. Quem muito quer pra cima dos outros, principalmente levado por sentimentos de inveja e ciúmes, não costuma ir longe. E essa gente vai tomando aqui e ali, até que enfim se cansa e enfia a cabeça no seu buraco de costume.

Só pra não perder o costume – e que vale pro cotidiano extra-DeMolay: não vendam seus votos, não se intimidem com voz alta e disse-não-disse, não se deixem enganar por propostas fáceis e realizações megalomaníacas. Não se iludam com promessas de cargos, honrarias etc.

Façam por merecer e coloquem os verdadeiros líderes nos devidos lugares. A vós confio: LIBERDADE (a palavra em latim é ainda mais bonita, procurem só…) ainda que tardia.