Exausto de clamar e pedir e falar.

Como é interessante notar a INSATISFAÇÃO do ser humano em tudo que diz respeito a sua vida, às suas conquistas, amores e desamores, afetos e desafetos, caminhos e escolhas. Se ele age de forma incorreta está insatisfeito, se age corretamente, crê que poderia ter sido melhor.

Mas o interessante não é somente a insatisfação do ser humano. Mas a insatisfação também do DeMolay. O que me leva a ir a uma reunião cansativa, desgastante, onde saímos de lá decepcionados, depois de conviver com pessoas que nos chamam de irmãos, e que se dizem nossos irmãos?

Temos em nossos Capítulos os grupos exatos e distintos:

A turma do Topo Tudo: aqueles que fazem tudo, participam de tudo e se preocupam com tudo.

A turma do ‘Vou o dia que quero’: são aqueles que vão a Cerimônias de Iniciação, Elevação e Públicas. Por que será? Ah! Eles vão em algumas ritualísticas pra provar e mostrar que são “os caras” na Ordem DeMolay.

A turma do “Dá aí que eu faço”: aqueles que só fazem algo se a gente pedir, não possuem iniciativa e não tomam frente nem do próprio cargo.

Certo, EU AMO A ORDEM DEMOLAY E SER DEMOLAY ESTÁ DENTRO DE MIM E NÃO FORA! Mas já se imaginaram fora de seus Capítulos? Viram se é possível ser DeMolay sem ir ao Capítulo, estudar o Ritual, participar das atividades, ter fotos no orkut: DEMOLAY AMO MUITO TUDO ISSO! [Um álbum totalmente dedicado às 7 virtudes!]. Ou então usar as famosas aspas: Jacques” [DM].

Ah?!

E temos a turma “Sim! Eu sou Sênior chato”: são aqueles caras mais velhos, que já estão cansados de anotar e, observar e, corrigir seja administração seja a ritualística de cada Capítulo, e vêem nos erros dos mais novos absurdos inadmissíveis. E já não possuem a mesma paciência e tolerância de antes.

E existe Demolay sem Capítulo?! Existe Capítulo sem DeMolay?

O bom de ser Sênior é saber que ali você está no seu limite. Você é um senhor sábio chato que vai às reuniões pra ajudar, mesmo quando acreditam que vá para colocar defeito. Está certo, cada sênior escolhe seu caminho e há entre eles, os grupos exatos e já divididos. A Alumni que o diga!

Grupo n° 1 :Os vovôs apegadinhos!”: aqueles que vão em tudo, e escolheram permanecer no Capítulo, pois crêem que é na Maioridade que verdadeiramente se começa o bom trabalho como DeMolay.

Grupo n° 2: “Vovôs também cansam”: são aqueles que vão a uma reunião semestral só para lembrar os demais que: Ei! Eu fui DeMolay, hoje eu sou sênior!Aí eu apareço de vez em quando pra vocês não esquecerem de mim e eu relembrar a ritualística e não ficar boiando!

Grupo n° 3: “Vovôs Estrelas”:  são aqueles que vão de vez em quando no Capítulo e sempre fazem questão de narrar: Na minha época era assim… além do que adoram expor o currículo de siglas e nomenclaturas: Eu já fui MC, MCR, MCE, SER e será que não tem um Chevalier sobrando por ai não?

Grupo n° 4: “Opa! Seqüestraram os vovôs!”: são aqueles que mal se recordam que Ordem DeMolay existe, e digo porque já me frustrei com isso.

Os DeMolays se sentem felizes quando vêem na rua um fulano que foi um MC, ou que hoje é um advogado, comerciante ou padeiro de sucesso, e o fulaninho nem sequer se lembra que um dia iniciou.

Oi tudo bem ? Eu sou DeMolay!

Ah ta! Legal.

Ora!… Conversando com um grupo de Seniores desanimados com a Ordem DeMolay na semana passada, percebi que a Ordem mudou seu conceito, suas vontades, suas metas e ideologias. Sim, pregamos 7 virtudes que o mundo profano destrói e deturpa cada vez mais.

Falei com eles tentando defender uma causa pela qual acredito e me jogaram na cara uma política suja que anda solta pela Ordem DeMolay. Como um rastro que nos faz saber: Sim! Estamos em um País de políticos sujos e pessoas corruptas. E fazemos parte de uma Ordem que deixou de ser formadora de líderes para ser formadora de um cenário ridículo de falsidade e sujeira.

Hoje nossos Supremos são divididos, hoje estamos divididos. E nós, um dia,  ACEITAMOS QUE FOSSE ASSIM, sabem por quê? Porque não tivemos a iniciativa de dar um basta e jogar tudo pro ar e dizer: Que tudo se exploda, eu sou DeMolay e isso independe de Supremos.

Esses Seniores estavam tristes, pois segundo eles já não se fazem DeMolays como antigamente. Hoje as pessoas trocam seu trabalho pelo cargo almejado. Depois que alcançaram o êxito que queriam, viram as costas e até um dia!

Um Sênior me disse: Você sabe né?! Como é a política, ano passado eu vi que o candidato lá era ótimo DeMolay e desempenhou um trabalho magnífico. Porém o outro que não fez muito me pediu apoio e eu não poderia deixá-lo na mão não é? Até porque ele era o meu parceiro de buteco! Mas isso não me cegou quanto ao trabalho do outro!

 

Será? Será? Creio que cego sou eu ao criticar, ao dizer, ao implorar por uma Ordem DeMolay mais igualitária, mais honesta, mais digna. Do que adianta sermos dignos de portar o nome DeMolay quando na verdade participar de uma Ordem como a nossa pode ser motivo de vergonha e frustração?

 

O Reverente está cansado de nadar contra a maré, está cansado de levantar em reunião e pedir e clamar com as mãos para o Céu que cada garoto seja DeMolay de coração e espírito. E, não apenas DeMolay no sentido físico e por interesse. Ele se cansou de mandar cartas e emails pedindo mais calma, mais tolerância, mais transparência, mais vontade de lutar. Ele cansou de aconselhar Demolays a permanecerem na Ordem, pois não sabe se realmente ele está correto ao pedir que permaneçam, quando na verdade seria melhor até que ele mesmo se retirasse.

 

A falsidade e a covardia está tentando adentrar nossos Portais, meus Irmãos, e vocês estão se rendendo a elas… POR QUÊ?

 

Talvez que os amigos de fora, deste mundo de meu Deus, sejam mais honestos do que muitos que um dia chamei de irmãos. E isso deprime um Reverente, que cansou de ouvir piadas sem graças com nomes de outros irmãos, assim como cansou de servir de chacota para muitos que se dizem verdadeiros DeMolays de corpo e alma. Eu não tenho super poderes e não sei até que ponto compensa realmente dizer: Eu sou um DeMolay! A única certeza que tenho, é que não desistirei. Pois ainda creio tudo pode mudar, é tudo questão de VONTADE. E o único super poder que tenho, é aquele de abaixar levemente o rosto, e entre as mãos que cobrem uma feição cansada e violada, clamar a Deus: “perdoai as nossas ofensas, assim como nós perdoamos a quem nos têm ofendido e não nos deixeis cair em tentação, mas livrai-nos de todo o mal meu Deus”…

 

 

A gente precisa sair do conto de fadas.

 

  • Agenda

    • agosto 2020
      D S T Q Q S S
       1
      2345678
      9101112131415
      16171819202122
      23242526272829
      3031  
  • Pesquisar