Fazendo o “Para Casa”.

Conjugação do verbo da Lição número 1:

 

Antes da O.D

Eu não tolerava.

Tu não toleravas.

Ele não tolerava.

Nós não tolerávamos.

Vós não toleráveis.

Eles não toleravam.

 

Depois da O.D

Eu estou tentando tolerar.

Tu estás tentando tolerar.

Ele está tentando tolerar.

Nós estamos tentando tolerar.

Vós estais tentando tolerar.

Eles estão tentando tolerar.

 

Um dia…

Eu tolerarei.

Tu tolerarás;

Ele tolerará

Nós toleraremos.

Vós tolerareis.

Eles tolerarão.

 

Que o Moço do Céu, ajude-nos a cumprir.

 

O Tio Reverente ficará feliz em ver que estão conseguindo colocar em prática a lição de casa. Assim como pede aos antigos tolerantes que voltem a tolerar, aos atuais tolerantes que permaneçam tolerando e aos futuros tolerantes que tentem ao menos cumprir a lição aprendida.

IPI! IPI! URRA! Renovação é o caminho

Cenas engraçadas dos últimos dias… enfurnado em um evento Maçônico, auxiliando na organização dele, alguns muitos Maçons conversaram comigo nos últimos meses. Muitos conversavam comigo numa boa, acredito que consideravam que falavam com algum outro Irmão de idade similar ou até mais velho que eles. Meu divertimento foi ver a reação deles após encontrarem comigo pessoalmente. Teimavam em acreditar que a pessoa que eles falaram ao telefone era o mesmo jovem que estava agora à frente deles. Teve um que se insistiu que eu era apenas DeMolay. Mó divertimento rsrsrsrsrsrs

Só que entre os tantos que se surpreenderam, um fez um comentário que vale a pena reproduzir:

“Renovar é o caminho”

Pois é… até a Maçonaria concorda com a máxima que no DeMolay é constância… rsrsrsrsrsrsrs

Post em cima da hora pra não deixar passar em branco. Desculpem!

Dias decisivos…

Decisões, convivemos com elas todos os dias. Desde o amanhecer, quando acordamos e escolhemos a roupa que vestiremos, a ordem com que faremos as coisas. Tudo nos impõe uma decisão e um caminho que decidimos trilhar. Nunca saberemos se uma outra roupa ou o horário de saída de sua casa faria o seu dia diferente, ou seja, não há o que se arrepender das decisões que tomamos, nunca saberiamos como seria se optássemos por outra(decisão).

A cada decisão que tomamos temos que saber tirar proveito dela o máximo possível(sem perversidade aqui), e algumas delas trazem experiências que marcarão e nos modificarão para o resto da vida. E é claro influenciarão nas futuras escolhas que fizermos.

No Capítulo DeMolay não é diferente, temos várias escolhas à fazer, desde como participaremos efetivamente das atividades da Ordem, bem como de quem escolheremos para ser o Mestre Conselheiro, ou a ação que vamos realizar mês que vem. Nós é que decidimos o futuro que teremos dentro da Ordem e para a Ordem.

Vivemos dias decisivos para a própria Ordem DeMolay e isso fica ainda mais díficil quando vários irmãos omitem-se de decidir ou de participar do processo decisório. Não vamos deixar que decidam por nós. Não se esqueçam que o que vivemos hoje em dia na Ordem é fruto muitas vezes da nossa omissão no passado em decidir e participar e é claro da decisão de poucos.

Então, amanhã quando for levantar, escolha bem com que roupa vai sair…

  • Agenda

    • julho 2017
      D S T Q Q S S
      « jan    
       1
      2345678
      9101112131415
      16171819202122
      23242526272829
      3031  
  • Pesquisar