Revolução

O que é Revolução?

Uma grande mudança? Pessoas marchando e gritando? Algo de muito diferente? Seja o que seja acho que todos nós concordamos que o Brasil precisa mesmo é de uma revolução. Mas uma revolução que atinja todos os brasileiros. Que não fique apenas na elite. Que mude, de fato, a vida do povo brasileiro.

Mas como fazê-la? Não sei. Mas sei como não fazê-la.

Em minha cidade, há vários vandalismos (pichações, cartazes em locais proibidos, depredações) de um grupo que se denomina MEPR. Movimento Estudantil Popular Revolucionário. Se dizem dissidentes da Une e do MR-8. Que apoiam os militantes estudantis como braço de ação do movimento revolucionário. Se dizem donos de um “Socialismo Educacional”. Me desculpem a palavra, são um monte de merda.

Como querer revolução depredando espaço público? Destruindo o que é do povo? Só se for para aparecer. Ainda se dizem intelectuais.

O MEPR recentemente destruiu um espaço público do meu município. Quebraram lâmpadas, arrancaram placas e ainda picharam MEPR – Não venda seu voto – MEPR. Claro, devem ter achado que estão acabando com o prefeito. Mas estão acabando é com o bolso do trabalhador, que paga imposto pacarai e quando tem um espaço de lazer, é destruído.

Creio na Revolução pacífica, que começa na modo de educar o cidadão. Um cidadão bem educado, ciente de seu papel na sociedade, vale mais que um grupo de milhares de arruaceiros. O cidadão sabe agir, sabe usar os veículos e modos certos para luta. Não precisa quebrar o que é dos outros, ou o que é de todo mundo, visto que é patrimônio público.

Não sei se o MEPR age sempre assim, em todos os lugares. Espero que não.

Ainda vejo o Brasil como país lá do “Primeiro Mundo”. Nem que seja lá no outro mundo.

Tomara que haja DeMolays revolucionários. Que saibam como fazer a revolução que esse país tanto precisa.

O Patriota quer Revolução, mas na forma certa. O Patriota ainda se desculpa pelo atraso da postagem. As vezes a reunião acaba tarde e a cabeça fica cheia, o que impede de surgir boas idéias.

Anúncios

12 Comentários

  1. “Deus nos fez perfeitos e não escolhe os capacitados, capacita os escolhidos.
    Fazer ou não fazer algo só depende de nossa vontade e perseverança.”
    (Albert Einstein)

    Conta certa lenda que estavam duas crianças patinando num lago congelado. Era uma tarde nublada e fria, e as crianças brincavam despreocupadas. De repente, o gelo se quebrou e uma delas caiu, ficando presa na fenda que se formou. A outra, vendo seu amiguinho preso e se congelando, tirou um dos patins e começou a golpear o gelo com todas as suas forças, conseguindo por fim quebrá-lo e libertar o amigo.

    Quando os bombeiros chegaram e viram o que havia acontecido, perguntaram ao menino:

    – Como você conseguiu fazer isso? É impossível que tenha conseguido quebrar o gelo, sendo tão pequeno e com mãos tão frágeis!

    Nesse instante, um ancião que passava pelo local, comentou:

    – Eu sei como ele conseguiu.

    Todos perguntaram:

    – Pode nos dizer como?

    – É simples. – respondeu o velho – Não havia ninguém ao seu redor, para lhe dizer que não seria capaz.

    A maioria das revoluções iniciaram por uma pessoa que foi apoiada por “seguidores”…

    Parabéns pelo site!!!

  2. A solução para o Brasil: Não votar….

    E para quem quiser saber mais sobre os retardados “revolucionários” do MEPR, podem ler esse texto….

  3. O MEPR é um movimento que defende uma nova democracia, e não essa burguesa de hoje em dia.

    Mas eles não tem tendências políticas/partidárias, defendem uma organização livre dos estudantes, e defende também que a juventude é a vanguarda da revolução!

    Viva o MEPR, movimento nacional e independente!

    E quanto a pichações, elas servem para alavancar os ânimos do povo e mostrar o intuito da revolução democrática.

    E moro em BH, aqui tem centenas de pichações deles, só que nunca os vi quebrando nada de nosso patrimônio, só coisas relacionadas ao imperialismo, como o Mc’ Donalds…

  4. viva o mepr!

    cresce, cresce, por todo o Brasil, o novo movimento popular estudantil.

  5. o dinheiro do meu pai não é capim, eu quero passe livre sim!

    aprendi essa musiquinha numa passeata com umas 5 mil pessoa em BH, organizada pela UCMG, dirigida pelo MEPR.

    resistir, lutar, construir o poder popular.

    parabéns MEPR, vocês fazem jus ao nome de movimento estudantil

  6. “E quanto a pichações, elas servem para alavancar os ânimos do povo e mostrar o intuito da revolução democrática.”

    HAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAHAH!!

    Queria ver o ânimo de quem escreveu essa frase quando algum “revolucionário” pichar o muro da casa dele.

    Não tem essa. Pichação é vandalismo. É crime.

  7. A Revolução é um crime.

    Enquanto a gente num tiver coragem de ser criminoso, duvido que algo mude. Mas crime contra quem devemos cometer? Crime contra um sistema que é criminoso, pois é fundado na exploração e gera miséria e violência.

    Destruir patrimônio público – desde que seja realmente público, porque conheço universidades públicas onde se tem que pagar pelos serviços… -, além de causar dano a quem os revolucionário pretensamente defende, não é nem de longe boa estratégia.

    Sinceramente, eu adoraria ter meu muro pichado,pra causar um diferencial e pra sujar o nome do político que meus pais deixaram pintar – recebendo grana, claro! -, mas não vejo em que isso ajuda a iniciar um processo revolucionário. Se puderem explicar melhor a função da pichação, agradeço.

    Quanto ao passe livre, ele devia ser conferido ao trabalhador, antes de chegar aos estudantes, visto que o nível econômico de nossos universitários – sem contar as relações que se vê entre nível econômico e período de permanência na escola nos nível básico e médio – costuma ser bem superior ao de nossos “peão”. Além disso, grande parte dos jovem universitário só querem saber mermo de pegar um baseado entre otras curtição desse tipo.

    Tenho uma sugestão a fazer aos movimento, aceitem se acharem válida: entendam o povo por quem lutam, entendam sua cultura, seu modo de viver, em vez de ficar procurando alienado em toda esquina e se sentindo superior por ter “visto a luz”. Não tô julgando ninguém especificamente, mas costumo ver que muita gente que se envolve nos movimento se distancia do que o povo é, em coisas que não precisam se distanciar. Que tipo de movimento popular tem uma cara totalmente distinta da cara do povo?

    Escrevi dum modo mais ou menos como o brasileiro fala. Como tenho consciência que deu pra entender, espero que ninguém se detenha em criticar esse ponto irrelevante.

    Hasta la victoria siempre.
    Axé.

  8. A revolução não um jantar a luz de velas, não é como escrever uma obra-prima, desenhar um quadro ou fazer um crochê… é um ato de violência onde uma classe derruba outra.

    Quem faz as leis? a quem elas servem? todo movimento revolucionário, consequentemente, é fora da lei. Pintam-no de criminosos, fanáticos e até terroristas!

    Chamem do que quiser… façam eco com todos os reacionários dessa sociedade! Mas quem é terrorista e criminoso mesmo é esse Estado de grandes burgueses e latifundiários serviçais do imperialismo.

    Há alguns babacas como o Lucho por exemplo que critica o MEPR mas não contem uma critica no plano político, fundamentado. Não passa de veborragia odiosa contra as organizações populares. Nos xinga de tudo o que pode… pois quem não tem argumentos politicos parte para as injurias.

    A sociedade é de classe e a revolução não será para todo o povo. Será um revolução, a principio das classes revolucionárias do nosso país e seguindo ininterruptamente para a revolução socialista.

    Para a quê as pixações??? Para lançar nossas palavras de ordem! Apenas um pouco da nossas idéias. Fazendo parte do nosso trabalho de agitação e propaganda da revolução. Nos dias atuais as pixações são contra os ataques facistas de Israel contra a palestina. Pois os grandes meios de comunicação (monopolizados pela burguesia) repete incansavelmente o seu apoio a Israel, e nós defendemos a justa resistencia do povo palestino.

    Nós não temos rede de televisão! Não temos Rádios de longo alcance! Não temos jornais de milhões tiragens! Não temos outdoors! Por isso fazemos pixações, pois é o que temos condições de fazer! Pois nem panfletos temos condições rodar em boa quantidade! E todos os movimentos revolucionários da nossa história tb usaram estes métodos pelos mesmos motivos.

    Ficariamos muito contentes se tivéssemos esses meios de comunicação tb nas nossas mãos. Se tivéssimos, podem ter certeza que a lata de tinta e o pincel usado até não prestar mais estariam aposentados!

    Saudações Revolucionárias!

    Viva o MEPR!

    Viva a Revolução Democrática Ininterrupta ao Socialismo!

    • “A revolução não um jantar a luz de velas, não é como escrever uma obra-prima, desenhar um quadro ou fazer um crochê… é um ato de violência onde uma classe derruba outra.”

      Noffa!! A moça é violenta.

      Ai meu Deus. Arrepiei.

  9. Israel facista, fora de Gaza e de toda a Palestina!

    Viva a Heróica Resistência Palestina!

    Morte ao Imperialismo! Viva a auto-determinação dos povos!

    Juventude Palestina, sua luta continua na América Latina!

  10. Eu tenho pena do alienado político-social que escreveu nesse blog.
    Parabéns companheiro Aloíso pela clara e definidora explicação baseada no Real marxismo. Devemos retomar o caráter combativo e exercer o nosso papel no processo revolucionário no Brasil (que por suas contradições internas tem como ponto de partida a luta pela destruição do latifúndio, que só pode ser conseguida através da Revolução Agrária!) E esta Revolução já está em curso…E esse processo é só o passo inicial da nossa Revolução Democrática ininterrupta ao Socialismo.

    O que mais vale no ser humano é a capacidade de insatisfação.

    Viva o MEPR!

  11. Sobre a frase: “Creio na Revolução pacífica, que começa na modo de educar o cidadão.”

    Meu irmão Patriota, procure saber sobre a definição de Pequeno Burguês ditada por Trotsky.
    Vai te esclarecer um pouco sobre essa “revolução pacífica”

    Saudações de Lutas e demolays!


Comments RSS TrackBack Identifier URI

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s