Eu vivo com a resposta da pureza das crianças

Pureza de pensamentos, palavras e ações. Essa é a filosofia DeMolay para a 6º Virtude. E cada vez menos a vejo colocada em prática…

Logo quando iniciei essa sempre foi minha maior incógnita. O que é ser puro? Ser puro é apenas preservar o corpo livre de dissipações? É não conseguir pensar de forma negativa contra outras pessoas, seres ou instituições? Essas dúvidas eu ainda mantenho e olha que já se passam alguns milhares de dias desde a minha iniciação…

Essa semana soube de um rebuliço num Capítulo DeMolay em que um dos Irmãos perdera a virgindade (foi com uma mulher, calma).  Aí lembrei das tantas vezes em que esse assunto veio à mesa de bar, um DeMolay contando como foi levar um outro jovem pra um brega (prostíbulo, Centro Noturno de Lazer, Zona de Baixo Meretrício, como queiram). Em uma cidade do Brasil, ocorre uma vaquinha quando o DeMolay X completa uma certa idade e ainda permanece sem ter tido relações sexuais. As práticas, por eles considerada corriqueiras, me deixavam sempre intrigado. Isso é pureza?

Tudo bem que ser virgem não significa ser puro. Mas atitudes como essas que citei são idéias de pessoas que pregam manter o corpo livre de dissipações? A pressão para perder o cabaço, comum na juventude atual, em especial no caso dos jovens do sexo masculino, é uma coisa pura?

Aguardo comentários…

O Amoroso no início queria ser O Puro, mas não deixaram. Hoje ele assume temporariamente a função. Ah, ele afirma que não é mais virgem, porém soube esperar o momento certo. Será que o momento certo de cada um chegou ou resolveram antecipar? Ah2, O Puro volta semana que vem…